como-sair-das-dividas-ganhando-pouco

Como sair das dívidas ganhando pouco

Você não é o único(a) que algum momento já chegou à conclusão de que o que ganha não é mais o suficiente para cobrir seus gastos mensais. Muita gente perde o controle do orçamento e, quando menos espera, se vê em uma situação em que não sabe como sair das dívidas ganhando pouco.

A primeira tarefa a fazer é rever seu modo de lidar com o dinheiro – reconhecer que você é o único responsável por estar em apuros – e também terá de ser o responsável por sair dessa situação. 

Mas fique tranquilo(a), que nós podemos de ajudar!

+ Qual o melhor tipo de empréstimo para mim?

Negocie suas dívidas

A situação é a seguinte: você quer pagar e seus credores querem receber. Prático assim. Então, tenha coragem! Negocie, peça desconto e parcelamento, tente tudo que estiver no seu alcance. O não você já tem, agora é correr atrás do SIM. 

Seja o banco ou o amigo que te emprestou dinheiro, seus credores querem saber que você está se esforçando para honrar seus compromissos e zelar pelo seu nome. Mostre que podem confiar em você e assuma a responsabilidade de quitar as dívidas no menor tempo possível, mesmo que tenha de vender algum bem para cumprir o acordo.

Transforme todas as dívidas em uma só

Você já sabe que o cheque especial e o cartão de crédito cobram os juros mais altos do mercado, não é? Se ainda não sabia te digo agora que eles são inimigos da saúde do seu bolso e podem te derrubar.

dívidas-te-derrubando-ganhando-pouco

Infelizmente, é muito fácil se enrolar com os dois pois o dinheiro está lá, à sua disposição para usar de forma muito simples. A melhor solução, se você tiver uma dívida com esses dois, é trocar essas dívidas caras por uma mais barata, ou seja, uma única que cobre juros mais baixos.

Para isso leve em consideração, pegar um empréstimo consignado ou um empréstimo pessoal que cobre uma taxa de juros mais baixa. Acessando o site do EasyCrédito você consegue em apenas uma operação a consulta e comparação com diversas instituições que oferecem empréstimo pessoal.

Consuma só o necessário

Esse é a hora de apertar os cintos e aceitar que você passará um tempo sem compras, sem viagens e sem fazer novas dívidas. Antes de comprar qualquer coisa, pergunte-se: 

  • Preciso mesmo disso? 
  • Posso esperar dois ou três meses para comprar esta roupa nova? 

Assuma uma atitude minimalista por algum tempo, ou seja, consumindo e usando só o que for realmente necessário. É um esforço temporário para que você consiga colocar suas dívidas no eixo ganhando pouco.

Cartão de crédito nem sempre é vilão

Se você aprender a fazer uso consciente do cartão de crédito, poderá obter vantagens com ele. Escolha um cartão que ofereça programas de pontos que possam se transformar em mercadorias, viagens ou diárias de hotel. 

Concentre todas as compras no cartão. Com o tempo, os pontos acumulados poderão render produtos ou outras vantagens. Mas nunca, nunca, nunca deixe de pagar o valor total da fatura mensal! 

Se você não for capaz de ter esse controle, é melhor cancelar o cartão para não correr o risco de se endividar novamente. Ou então, quebrar o cartão em pedaços e só pedir outro quando a situação se normalizar.

Busque novas fontes de renda

Para equilibrar o orçamento doméstico, você tem duas opções: cortar despesas ou gerar receitas. Quando você já cortou todos os gastos possíveis e ainda não ajudou o que te resta então é a alternativa de gerar renda extra. Pense nos seus talentos e habilidades

Faça bolos ou salgados para vender, tome conta das crianças da vizinha, se ofereça para cuidar de jardins ou de animais de estimação, anuncie aquele seu quarto vago para alugar, comece a dar aulas particulares. 

São inúmeras atividades que podem se transformar em reforço para o orçamento e atualmente muitos deles já possuem apps (aplicativos) que você pode se cadastrar e oferecer esses serviços.

Use aplicativos ou planilhas de controle

Você precisa manter uma visão certa do orçamento doméstico, saber exatamente onde estão os gastos maiores, controlar suas contas bancárias. Essa tarefa não precisa ser difícil nem desagradável. Existem ótimos aplicativos para facilitar o controle de sua vida financeira, como: Mobills, Minhas Economias, GuiaBolso entre outros.

Eles vão conseguir te dar um panorama geral das suas dívidas e ajudar você a sair delas, mesmo ganhando pouco. Mas se você não curte tanto os apps pode optar por planilhas. Na internet você encontra várias, já categorizadas, para poder facilitar a sua organização.

Gostou das dicas? Então comenta aqui se já pratica alguma delas e compartilhe com quem quiser nas suas redes sociais. 😉

banner-blog-seu-credito-na-palma-da-mao

4 comentários em “Como sair das dívidas ganhando pouco”

    1. Oi, Irene! Tudo bem?
      Pedi para que o time de suporte entre em contato.
      Assim você poderá ficar mais tranquila em sua simulação. Ok? 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *