Casal solicitando crédito.

Crédito ao Consumidor, Entenda Como Conseguir.

Hoje em dia é comum observar pessoas que por vezes necessitam obter créditos para realizar seus sonhos como, por exemplo, a compra de um automóvel. Porém, também é notável a existência de uma barreira no pensamento deste público, a qual os impedem de buscar informações a respeito das reais exigências e funcionamento para obtenção de crédito. Estes pensamentos acontecem, talvez, porque essas pessoas passaram suas vidas ouvindo que a obtenção de crédito é algo desvantajoso e que poderá gerar riscos, endividamentos e problemas financeiros posteriormente.

Pensando neste assunto, separamos alguns pontos a serem analisados com o objetivo de desmistificar a obtenção de crédito, de modo a auxiliar o público que tem interesse e necessidade nesta modalidade. Acompanhe!

Tipos de créditos ao consumidor:

Quando o assunto se refere a obtenção de crédito, o primeiro ponto a ser avaliado está no tipo de crédito a ser escolhido. Em outras palavras, o tipo de crédito é definido de acordo com a necessidade e condições atuais da pessoa que pretende obtê-lo. Atualmente os mais conhecidos são:

Crédito Pessoal

Modalidade de crédito para bens de consumo, onde não há necessidade de especificar a finalidade do uso. Geralmente este tipo de crédito é oferecido pelos bancos para seus correntistas, atendendo autônomos, profissionais liberais, assalariados, taxistas, aposentados e privados. O limite de crédito é definido de acordo com as condições de pagamento de cada pessoa.

Documentos necessários: No geral os documentos solicitados são RG (Carteira de Identidade), Carteira de Motorista (CNH), CPF, comprovante de residência e de renda atualizados além da necessidade de ter mais de 18 anos e não estar com restrições cadastrais no SPC/Serasa/CCF/Cadin, entre outros. Vale ressaltar que a documentação poderá variar para cada instituição.

Crédito Consignado

Esta modalidade é destinada para pessoas que possuem empregos fixos, aposentados, pensionistas e servidores públicos e empresas privada. Deste modo, as parcelas do empréstimo são descontadas da folha de pagamento da pessoa ou empresa. A vantagem deste tipo de crédito está nas taxas reduzidas, além da possibilidade de consegui-lo mesmo estando com o nome comprometido por outras dívidas. De qualquer modo, as parcelas desta modalidade de crédito não devem superar 30% da renda total.

Documentos necessários: Geralmente são solicitados o RG, CPF, Comprovante de Endereço e Extrato do salário ou benefício do INSS. Para empresas são solicitados o contrato social, documentos pessoais dos sócios e declaração de faturamento.

Crédito para Financiamentos

Estes financiamentos são utilizados para um fim específico, ou seja, a pessoa que pretende optar por um financiamento, no geral, está adquirindo um bem físico, por exemplo um imóvel ou um automóvel.

Este tipo de modalidade de crédito pode ser realizada tanto por pessoas físicas quanto por pessoas jurídicas. Além disso é preciso observar os tipos de financiamentos que são:

Crédito Direto ao Consumidor (CDC): O comprador realiza um empréstimo no banco e o bem ficará em sua posse, porém não pode ser negociado até que sejam pagas todas as prestações.

Leasing: Nesta modalidade quem adquire o bem é a empresa de leasing (uma instituição que trabalha com tais serviços) que o aluga ao consumidor. Deste modo, o cliente paga pelo aluguel do bem, que fica no nome da empresa até o término das prestações.

Consórcio: Nesta modalidade, o cliente faz parte de um grupo formado por outros consumidores, organizados pela empresa responsável. O cliente por sua vez paga mensalmente as prestações mas só recebe o bem quando for sorteado. (Uma vez por mês uma pessoa é sorteada). Ao contrário das modalidades de CDC e Leasing, as parcelas do consórcio sofrem alterações ao longo dos meses de acordo com a valorização do bem adquirido.

Documentos necessários: Para as modalidades de financiamento, no geral são solicitados o RG (Carteira de Identidade), Carteira de Motorista (CNH), CPF, comprovante de residência e de renda atualizado além da necessidade de ter mais de 18 anos e não estar com restrições cadastrais no SPC/Serasa/CCF/Cadin, entre outros.

Como conseguir crédito?

Agora que conhecemos as principais modalidades de crédito, chega o momento de compreender como as instituições avaliam o perfil dos clientes de modo a aprovar ou não o crédito para estes. Os principais pontos avaliados são:

Renda: A renda é um dos principais pontos a serem avaliados visto que este é um dos fatores a considerar se o cliente poderá ou não pagar pelo crédito adquirido. Na maioria dos casos, as instituições asseguram parcelas de até 30% do total da renda do cliente para que não haja um maior risco de falta de pagamento.

Idade: Em sua maioria, as instituições exigem a idade mínima de 18 anos para liberação de crédito. Já para a idade máxima não existe uma regra específica. No geral os bancos aceitam até 79 anos para consignado em até 60 meses, e até 81 anos para consignado no prazo de até 24 meses.

Empregabilidade: O quesito de empregabilidade irá depender do tipo de crédito que se pretende adquirir. Para o caso de crédito pessoal, é solicitado somente a comprovação de renda. Para consignados também haverá esta necessidade caso o cliente não se enquadre nos demais casos.

Relacionamento com o banco: Praticamente todos os bancos exigem que o cliente seja corretista na instituição para a liberação de crédito. Além disso, são avaliados alguns outros fatores como: tempo de conta, movimentação, possíveis dívidas com o banco, existência de investimento, entre outros.

Pendências no nome do cliente: Outro fator que pode ou não determinar a liberação de crédito ao cliente são as possíveis pendências que este possa ter em seu nome. Deste modo, conforme informado anteriormente, as instituições podem avaliar o CPF do cliente e, havendo pendências, poderá não liberar o crédito para este.

Histórico: Por mais que o cliente se enquadre em todos os quesitos solicitados, o seu histórico de consumidor também pode ser um determinante para a liberação do crédito desejado. Deste modo, algumas empresas realizam uma breve pesquisa para saber se o cliente já possuiu grandes dívidas ou ainda se já passou cheques sem fundos, por exemplo.

Com base nessas informações, é possível compreender como funciona e quais são as principais exigências para se conseguir créditos. Vale ressaltar que por mais que se questione, os créditos ainda são ótimas maneiras de se conquistar o sonho de um automóvel, casa própria ou ainda conseguir quitar uma dívida.

De qualquer modo, é preciso ter em mente que a procura por crédito deve ser feita de maneira consciente e exclusivamente quando cliente tiver reais condições de arcar com as parcelas mensais. Deste modo, é possível tirar todo o benefício possível que o crédito poderá proporcionar.

Por fim, recomenda-se pesquisar com cautela as taxas, prazos e condições, bem como a reputação de cada instituição afim realizar a melhor escolha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *