5 dicas para fugir da inadimplência

Brasileiros negativados bateram o recorde de 63,2 milhões em abril de 2019 em 2019, segundo a Serasa Experian. Ter o nome negativado – estar na inadimplência – é algo ruim pois dificulta ou impede o acesso a serviços financeiros, como: cartões de crédito, financiamentos e crediários.

Suas dívidas estão acumuladas? Então descubra como sair da inadimplência e organizar o seu orçamento.

Negocie as dívidas

O primeiro passo para organizar a vida financeira é livrar-se das dívidas. A tarefa nunca será fácil, mas você pode tentar pequenas manobras que vão te auxiliar a conseguir.

Negocie com os seus credores para abater os juros embutidos pelo atraso no pagamento. Outra dica é analisar qual a parcela cabe no seu bolso. Lembre-se de que o pagamento das dívidas deve comprometer, no máximo 30%, da sua renda.

Mas se você não tem condições de quitar todas no momento, de preferência para os valores mais altos e com maior taxa de juros. Fique atento para não assumir novas contas nesse período e comprometer as parcelas já negociadas. 

+ Saiba como aumentar a renda ou ganhar dinheiro sem sair de casa

Registre suas despesas e ganhos

Registrar tudo o que você ganha e paga é importante para ter uma visão ampla do orçamento. Saber quais são os rendimentos e pagamentos ajuda a controlar os gastos com maior eficiência e identificar as despesas supérfluas.

Para facilitar esse processo, utilize planilhas online ou aplicativos para smarthphones para otimizar seu controle.

Corte despesas desnecessárias

Para quitar as dívidas e deixar a lista de inadimplência é necessário fazer sacrifícios. E um deles é cortar os gastos desnecessários, como idas aos restaurantes, TV a cabo, uso constante do carro e cartão de crédito. Assim você garante maior estabilidade financeira e pode sair do vermelho com mais facilidade.

+ Segurando a tentação: 4 dicas para controlar os gastos por impulso

Negocie antes de comprar

Pedir desconto não é errado, pelo contrário. Quando você busca novas formas de pagamento, o seu dinheiro é mais valorizado e aprendemos a comprar somente o necessário. Além disso, procure realizar os seus pagamentos somente com dinheiro, pois pagando à vista você tem mais chances de conseguir descontos e não se submeter a juros nas parcelas.

Faça uma reserva financeira

Além dos pagamentos das dívidas, você também precisa fazer uma reserva financeira para conseguir lidar com imprevistos ou emergências.

Apesar de ser uma tarefa difícil para um inadimplente, criar o hábito de depositar, ao menos, 10% do salário na poupança é essencial para conseguir administrar as finanças melhor. Com o tempo, as dívidas serão eliminadas e esse valor poderá ser aumentado.

Temos certeza que agora com essas dicas você conseguirá ficar livre das dívidas. Gostou? Então comenta aqui e compartilha essas dicas 😉

banner-blog-seu-credito-na-palma-da-mao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *